Sérgio Reis desistiu de gravar o álbum de parcerias. A informação foi confirmada por Marco Bavini, filho do cantor, que era responsável pela produção do disco. Ao G1, ele disse que “o disco não existe mais”. O projeto terminou após vários músicos cancelarem suas participações em reação a falas antidemocráticas de Sérgio, investigado pela Polícia Federal.

De seis cantores que haviam sido anunciados, cinco saíram: Zé Ramalho, Maria Rita, Guilherme Arantes, Guarabyra e Anastácia. As participações estavam gravadas, e os músicos desautorizaram o lançamento. Paula Fernandes foi a única que disse que continuaria no álbum.

Ninguém mais que eu lamenta por isso. Eu vinha gravando e construindo esse projeto há quase cinco anos de gravações. Infelizmente foi assim. O disco não existe mais”, disse o filho e produtor de Sérgio Reis.

Sérgio Reis é alvo da Polícia Federal por suposta incitação a atos violentos e ameaçadores contra a democracia. O sertanejo é investigado após um áudio vazado defendendo a paralisação de caminhoneiros para pressionar o Senado a afastar ministros do Supremo.

Com informações: G1
Foto: Reprodução/Internet

Nenhum comentário:

comente esta publicação: