#EUA: Mecânico diz que não quer atender pessoas abertamente gays;

#EUA: Mecânico diz que não quer atender pessoas abertamente gays;

Como no Brasil, nos Estados Unidos, conservadores não param de sair da toca contra os direitos LGBT e destilar ódio e discriminação.

Um mecânico publicou em sua conta de Facebook que tem o direito de não atender clientes abertamente homossexuais.
 “Eu não hesitaria em recusar um serviço a pessoas abertamente homossexuais. A homossexualidade é errada, ponto final”, disse o profissional chamado Brian Klawiter.

Ele continua o discurso racista e cheio de autopiedade dizendo que brancos conservadores do país não têm nenhum sindicato que os defenda.

É provável que ele queira ganhar algum dinheiro com esse preconceito todo. Recentemente, uma florista do Estado de Washington que se recusou a atender um casal gay recebeu cerca de R$ 480 mil de doações de homofóbicos. Já uma pizzaria em Indiana que afirmou que não trabalharia para um casamento gay recebeu R$ 2,5 milhões de doações de homofóbicos.

Postar um comentário

comente esta publicação:

Subir